pearl_oysterO desenvolvimento de liderança do novo paradigma requer um processo semelhante ao da formação de uma pérola de grande valor.

A pérola é o produto de um processo doloroso de atrito, onde a ostra, invadida por um grão de areia cria uma situação de desconforto, e através dessa luta na câmara interior da ostra, uma linda pérola é formada com o tempo. Todos querem a pérola, mas poucos querem saber do processo.

No caso das organizações modernas que enfrentam uma nova geração de talentos com pouca paciência para chefes medíocres, a ostra é a própria empresa.

As empresas mais bem-sucedidas são aquelas dispostas a lidarem com a formação de líderes pensantes em todos os níveis,  da empresa. Esse Pipeline de Liderança é um processo ignorado por indivíduos com pouca visão para o futuro da empesa.

Este procedimento é comumente denominado o Pipeline de Liderança, com base nas experiências e livros de gurus como Jack Welch, Ram Charan , Noel Tichy e James Noel. A ideia é identificar as estratégias da empresa para os próximos anos e promover novos líderes em todos os níveis, desde Líderes de Equipe, Líderes de gerentes, e até chegar á liderança sênior.

transition-fig-11Esse processo – tal qual a formação de uma pérola – não tem nada a ver com um curso ou programa do tipo “sabor do mês”, nem tampouco fica só na teoria. É baseado em anos de experiência nas trincheiras de empresas que foram “organizações que aprendem” e sobreviveram as crises e mudanças dramáticas através do tempo.

Conquistar crescimento e sucesso sustentável no século XXI exige a formação e presença de líderes em todos os níveis das organizações.

Conquistar crescimento e sucesso sustentável no século XXI exige a formação e presença de líderes em todos os níveis das organizações. Requer uma cultura de liderança sintonizada tanto com as estratégias e metas da empresa, como as necessidades individuais dos liderados.

É um fato bem estabelecido que uma estrela em ascensão facilmente se desvanece (ou sai da empresa) quando não há um claro processo estratégico (pipeline) estabelecido e um coach disponível para ajudá-lo a navegar as águas turbulentas de hoje. Precisamos pensar de forma pragmática ao investir numa estratégia de formação de pessoas, especialmente à luz do número de executivos que pulam de galho em galho por salários mais elevados ou para iniciar seus próprios negócios.

Diante disso, qual é uma estratégia sadia para investir em pessoas? É construir um “pipeline” de líderes internamente em todos os níveis da organização rebaixa os custos de treinamento e corrige práticas de treinamento incoerentes com a estratégia da empesa e garante um processo de sucessão saudável.

Não haverá grandes surpresas no futuro: os que investirem no processo gerarão suas próprias pérolas de grande valor.